comunicação eficaz

Um dos pilares do bom desempenho profissional é a comunicação. Agora, discutiremos três etapas importantes para uma comunicação decisiva e eficaz na defesa de direitos.

1. COMPREENSÃO DA REAL INTENÇÃO DO CLIENTE

Verificar com precisão o que o cliente disse no primeiro contato é a base da prática jurídica. Por exemplo, além da linguagem falada, eles também deve-se analisar a linguagem emocional das palavras que usam.

2. CRIAÇÃO DE UMA CONEXÃO VERDADEIRA COM O CLIENTE

Criar uma conexão real produzirá segurança e confiança no relacionamento a ser desenvolvido. Ao estabelecer contato com o interlocutor e dizer a verdade, por mais incômodo que seja, o entendimento entre as partes comunicantes torna-se muito possível.

3. ESTABELECIMENTO DE UMA RELAÇÃO DE CAUSA E CONSEQUÊNCIA

Nesse processo de comunicação, a clareza é essencial. Depois de compreender as verdadeiras intenções do cliente, através de uma análise abrangente das emoções, reações e posturas mentais e físicas, os advogados devem expressar com muita clareza as informações que desejam transmitir ao cliente. Portanto, é importante sempre usar linguagem não jurídica e ser direto. Mas também usar sempre a relação e causa e consequência, que é apreensível por qualquer homem médio.

Compartilhe este post: